Estamos Concientes e determinados de que só a diversidade dos seres vivos, constitui a "essência da vida" e de nossa energia ou força coletiva. Nosso objetivos são mudança! E isso estamos fazendo, com nossos projetos, idéias, e objetivo planetário comum de atuar local e globalmente - desenvolver sem devastar -, reconhecendo a importância da união, solidariedade, verdade, trabalho.
O sonhado desenvolvimento sustentável!
MENU
MAIS LIDOS
EVENTOS
Diretoria do IBF Eco Global
Personalidades
Parque Tecnológico Agroindustrial do Oeste
I Fórum de Planejamento de Cascavel/PR
SOS PLANETA TERRA
SOS Planeta Terra - Amostra do Caos
Postado em 05/05/2011
As palavras chaves e essenciais para devastação planetária são: poluição e degradação locais; falta de educação ambiental; irrestrita ausência de comprometimento da sociedade com a ética ambiental global.

Como vamos aliar políticas publicas & conscientização? Como as ONGs - sem recursos - vão angariar a participação ativa da sociedade? Para que a ciência e tecnologia são reféns das (in)decisões políticas? Como obter um engajamento e comprometimento da humanidade, enfim, somando esforços em prol da tentativa de salvação do Planeta Terra?

Com ecossistemas doentes; com seres e habitat agonizando; populações em total sofrimento (...por falta de água e alimentos) por doenças de fácil prevenção; ...como buscar idéias & projetos para construção de dias melhores? Precisamos que toda esta (DES)Ordem Social desmorone para reconstrução ambiental planetária?

Com milhares de aspectos destrutivos, todos os mecanismos de equilíbrio do Planeta Terra, permanecem alterados. Indefesa, a Terra não tem forcas para reação e parece não conseguir resistir aos incansáveis saques e incontáveis ataques dos seres humanos. São florestas, rios, oceanos e seus seres que são assaltados diuturnamente. Espoliação continua dos recursos naturais ? fonte de vida - num processo de crucificação perene da Natureza.

Impera a total falta de comprometimento com a vida. O poder da Economia impondo uma apropriação dos recursos naturais da Ecologia apoderada e globalizada, aliados a visão cartesiana, reducionista e simplista impõe um processo irreversível e mais do que macabro de destruição de ecossistemas.

A humanidade ? na busca do lucro - rendeu-se hoje pela caça desenfreada das fortunas pessoais contrariando as riquezas coletivas. Inexiste preocupação com o amanhã. Vive-se como se não existisse a dúvida, a incerteza ou o fardo e pesadelo do amanha. A sociedade ? egoisticamente - busca enriquecer, acumular lucros, expandir divisas, ter fundos e ações, querendo sempre mais! ... numa espoliação dos recursos naturais

Por maquinações de governos maquiavélicos acentuam e fabricam as desigualdades sociais. A concentração de riqueza na mão de poucos (... afora espertezas!) determinam a falência e exploração de toda sociedade.

Mas estamos na era do tempo não tempo. Tempos de desordem ambiental e social; caos de energia ameaçando a humanidade; o câncer no esôfago, no pulmão, na pele pelo errado estilo de vida; catarata em índices elevados e assustadores! Danos na camada de ozônio explicam as leis de causa e efeito na vida de toda sociedade. Tempos de esfriamento e superaquecimento global: efeito estufa.

Milenares vulcões que acordam ? em erupção - no meio da noite, dizimando populações. Chuvas, enchentes e desmoronamento nas metrópoles. Tufões & furacões imprevisíveis. Tsunamis, em paraísos ecológicos, devastam tudo em instantes. Ilhas e países que vão sumir nos oceanos. Ilhas que vão surgir no mapa da devastação.

Assim, ficaremos inertes, paralisados e, - alienados ? sem obrigação de escolhas? Mas essa falta de opção ? nesta criminosa omissão ? não é uma postura anti-natureza? Ficaremos inertes ? paralisados ? perante a degradação ambiental, numa cômoda demonstração da falta de escolha pela preservação?

Então, nos dias atuais, - com informações em todos os meios de comunicação - a omissão da sociedade é uma postura inaceitável? Quando a sociedade alcançará um estágio de lógica conscientização & comprometimento com a preservação global? O Haiti não é um exemplo a ser considerado? Uma amostra de caos ambiental?

Precisamos atingir índices intoleráveis, situações incontornáveis, riscos de colapsos e crises, obter resultados funestos para a imposição de normas ambientais de impactos econômicos às empresas poluidoras? ... e admitir erros coletivos por eleição de políticos despreparados?

Guerras por petróleo ou por ideologias. Guerras por espaço, água e alimentos serão ferramentas das desavenças eco sociais? A explosão populacional - aliado à ganância e ignorância e inoperância da gestão pública -, está desfiando a teia da vida planetária?

Dr. Gilnei Fróes - (Escritor técnico-científico, Ecólogo, Médico-veterinário, Gestor Ambiental)    Em 1990 ? Prêmio de Jornalismo da Brigada Militar do Estado do RGS (com artigo: "TAIM: paralelo 33° ...ameaçado"  (Diário da Manhã ? Pelotas / RS);




Indicação
ao "The Rolex Awards 1990 (Genebra); e ao "The Global 500 Awards" (ONU /
Kenya) Autor de livros: como "Dossiê da Amazônia".  1° Premio do "I Latino Ambiental Awards". Presidente do "Instituto Bering Fróes Eco Global" .  Autor de projetos ambientais internacionais.




ENQUETE
A Amazônia corre risco de extinção?
Sim
Não
Pouco
Nunca acabará
WEB RÁDIOS
ECO GALERIAS
Cascavel - por Sergio Sanderson
Ponte Molhada - Cascavel
ARQUIVO SOS
NASA earth observatory
ÁREA RESTRITA

Informe a senha para acesso

ENTRAR

 
1664851 visitas.

R.Amazonas, 477 A

Cascavel | São Cristóvão

gilnei@ibfecoglobal.org

<a href="http://www.pevermelho.art.br">Pé Vermelho Comunicação</a> PeVermelho.art.br Waldemar Lutinski Rafael Lutinski Luis Carlos de Brito desenvolvido por Pé Vermelho Comunicação