Estamos Concientes e determinados de que só a diversidade dos seres vivos, constitui a "essência da vida" e de nossa energia ou força coletiva. Nosso objetivos são mudança! E isso estamos fazendo, com nossos projetos, idéias, e objetivo planetário comum de atuar local e globalmente - desenvolver sem devastar -, reconhecendo a importância da união, solidariedade, verdade, trabalho.
O sonhado desenvolvimento sustentável!
MENU
MAIS LIDOS
EVENTOS
Diretoria do IBF Eco Global
Personalidades
Parque Tecnológico Agroindustrial do Oeste
I Fórum de Planejamento de Cascavel/PR
SOS PLANETA TERRA
SOS Planeta Terra - Radiografia Ambiental
Postado em 05/05/2011
Uma radiografia, uma tomografia, ressonância magnética ou uma foto de satélite, são fontes científicas de conhecimento e identificação da evolução humana. Os medicamentos, idem! Há evolução de mil instrumentos e aparelhos!

Da era das cavernas às megalópoles, nossa evolução segue a dualidade da cortante faca da eco apocalipse. De um lado, o conhecimento. De outro, ignorância absoluta. Temos a força do poder político (por vezes despreparado) versus a política do poder científico, (sempre esmagado) pela filosofia do ?pannis et circus?.
Assim, sem conhecer o passado, nem estudar o presente é impossível se prevenir o futuro.

Nenhuma bola de cristal, cartas do Tarot, oráculos do milenar ?I Ching?, jogo de búzios, kê-pú ou sofisticados instrumentos georrreferenciais ou satélites nos dão a hora certa do terremoto, tsunami, tufão, enchente, desabamentos, granizo, neve ou calor escaldante, fruto do aquecimento global, igualmente oposto ao frio extremo, que extermina e mata populações. Sejam pessoas, manadas ou rebanhos econômicos!

De qualquer forma, em paz com minha consciência, sempre vendi a ?ilusão? preventiva de um ?Centro de Alerta Ambiental?. Apesar de estar mais no campo eco filosófico do que na prática, traz a nítida idéia de antecipar-se, chegar antes, de ação que impeça a ocorrência de um mal maior.  A necessidade do conhecimento é uma arte para se prevenir. E a dúvida gera precaução! E sem precaução inexiste prevenção!

A mente tem poderes... que o poder desconhece! E isso vale para cidades & países.  Para rios & florestas.  Animais e flora. Humanos de qualquer raça. Mas, atrofiando seu uso, vive-se o êxtase do jogos, blogs, twiter, ?Facebook?, e-mails e todas as aparências congêneres.

A lei cósmica global aplica-se à  todos os seres e entes planetários. E ninguém escapa às Leis. Seja gravitacional ou existencial! Pobres, ricos serão suas vítimas! E o Planeta Terra poderá viajar vazio como Marte!  Só a consciência ecológica - pelos sujeitos que intervêm no meio ambiente ? pode gerar compreensão da necessidade de evitar a causa de danos.

No Planeta Terra, a evolução de biodiversidade se entrecruza com a involução da geodiversidade  ( mineração irresponsável; derrubada de florestas; contaminação de rios; estradas e mananciais sem proteção; lixos contaminantes;) promovida pela nefasta ação da mão humana.
 
É fácil perceber! Faltam políticas públicas avançadas e futuristas; falta educação de padrão; inexiste apoio à pesquisadores e cientistas e ONGs de padrão universitário; inexistem obras de engenharia preventiva; os gestores ambientais estão abandonados à própria sorte ( após investirem em estudos, pesquisas, teses) com projetos engavetados, que vão por estradas do nada à coisa alguma; e tantas coisas que sabemos são uma lista de monumento ao absurdo. Falta competência e excelência! E a sustentabilidade planetária está ameaçada! ...por falta de projetos inovadores.

Por isso, acidentes "de fácil prevenção" acontecem na cara de todos! Assim, que remédios poderão se aplicar, se não há doutores especialistas ( críticos ) para se evitar desastres ambientais, desastres ecológicos, desastres... que são prova ? incontestável ? da falta do principio da precaução?...ou falta de gerenciamento dos riscos?   

Um desastre: igual a uma tragédia! Vários desastres são iguais à ciência estatística sem observância.
Há necessidade imperiosa de se evitar a consumação de danos ao meio ambiente. Isto é ressaltado em convenções, declarações e sentenças de tribunais internacionais, na maioria das leis internacionais. (EX: Convenção de Basiléia sobre o Controle de Movimentos Trans-fronteiriços de Resíduos Perigosos, 1989; a Convenção da Diversidade Biológica; e o Acordo-Quadro sobre o Meio Ambiente do MERCOSUL ). Tais Convenções informam ser imprescindível evitar na origem as transformações prejudiciais à saúde humana e ao meio ambiente.

Assim, a governança é tudo! E quem não governa para servir, (sem a antevisão!) não serve para governar! E mesmo no singular-ocasional desastres são tragédias que exigem conhecer o passado (da vocação regional: morros, etc., estradas, rios), estudar o presente ( por necessidade), para prevenir o futuro da população que deixa e tem seu destino nas mãos do acaso.

Dr. Gilnei Fróes -  médico-veterinário,
gestor ambiental, ecólogo, amazonólogo e coordenador do Programa
Internacional "SOS" Planeta Terra. Em 1990, indicado ao "The Rolex
Awards" (Suíça) e ao "The Global 500 Awards (Kenia), por entidades de SC
e RS. Premio de Jornalismo da Brigada Militar do Estado do Rio Grande
do Sul, com o artigo "TAIM: Paralelo 33... ameaçado!"   Autor do livro "Dossiê da Amazônia".  Presidente do "Instituto Bering Fróes Eco Global".

ENQUETE
A Amazônia corre risco de extinção?
Sim
Não
Pouco
Nunca acabará
WEB RÁDIOS
ECO GALERIAS
Cascavel - por Sergio Sanderson
Ponte Molhada - Cascavel
ARQUIVO SOS
NASA earth observatory
ÁREA RESTRITA

Informe a senha para acesso

ENTRAR

 
1664863 visitas.

R.Amazonas, 477 A

Cascavel | São Cristóvão

gilnei@ibfecoglobal.org

<a href="http://www.pevermelho.art.br">Pé Vermelho Comunicação</a> PeVermelho.art.br Waldemar Lutinski Rafael Lutinski Luis Carlos de Brito desenvolvido por Pé Vermelho Comunicação