Estamos Concientes e determinados de que só a diversidade dos seres vivos, constitui a "essência da vida" e de nossa energia ou força coletiva. Nosso objetivos são mudança! E isso estamos fazendo, com nossos projetos, idéias, e objetivo planetário comum de atuar local e globalmente - desenvolver sem devastar -, reconhecendo a importância da união, solidariedade, verdade, trabalho.
O sonhado desenvolvimento sustentável!
MENU
MAIS LIDOS
EVENTOS
Diretoria do IBF Eco Global
Personalidades
Parque Tecnológico Agroindustrial do Oeste
I Fórum de Planejamento de Cascavel/PR
SOS PLANETA TERRA
Você está aqui
SOS Planeta Terra -> Série Água
Série Água 3
Postado em 07/02/2006

 


Mesmo assim, neste primitivismo aparente todos eram felizes, pois à noite era muita cantiga de roda, conversa fiada e forró, a base de luz de fifó. (lamparina)


Sem energia, não havia TV, nem notícias de crimes.  E a vida parecia não passar.


Quem conhece a região, sabe. O turismo acabou a paz, e virou negócio.  Meus amigos pescadores, abandonaram os barcos e abriram restaurantes vendendo "PF" (Prato Feito).  E Porto Seguro, cresceu – internacionalmente – demais!


 


Em contrapartida, voltando ao Rio Grande do Sul,  (Brasil) ao nadar na piscina do clube, nem pensava que um dia isso seria importante comentar.  Mas, sempre havia água de sobra.   


Já nos anos 90, em Bagé, a realidade mostrava as mudanças. Meu primo Mario Hilton, morava lá e – por numa crise de ano e meio sem água – foi protegendo, fervendo, filtrando e bebendo a água de sua piscina até o último balde.     Depois, mudou-se.


 


Li nos jornais, em 2005, que Pelotas, dá sinais de secas.  E, por ser "cidade dos alimentos", com industrias de enlatados, depende d’água para sua sobrevivência econômica.


Campos de golfe irrigados, piscinas, e todo funcionamento da cidade são responsabilidades difíceis, que merecem um racionamento e muita Educação Ambiental à população de lá, daqui ou de acolá. 


 


A água está sumindo!    Seja em Cascavel, Criciúma, Salvador! Ou países de África.   Ou na milenar China, Egito, Índia ou na Europa.


É claro que há os céticos!  Estes que não acreditam em nada! Que também nada vêm e nada ajudam!  Uns dizem que a engenhosidade e avanços do tecnicismo humano resolverão a problemática.  Creiam!  A quantidade de água circulante do Planeta é a mesma da "Era da Pré-História".  E pior: sem florestas que mantém os ciclos d’água.  Sem governantes preocupados – por projetos ambientais e cientistas – nenhuma solução poderá ser criada, inventada ou descoberta.


 


Nosso organismo (...corpo) têm mais de 70% de água. Podemos viver até um mês sem comer, mas não mais do que 7 dias sem água.  Então, para que envenenar?  Desperdiçar?  Ou poluir mananciais com coliformes?   Ou química cancerígena?  


Você acha que – sem lençol freático – encontrará água?  Que basta cavar um poço?


 


Hoje volto à Porto Seguro. E onde a História do Brasil começou. Implantamos o primeiro "ECO pólo"  do mundo, começando uma nova página ambiental na História do Planeta.      


 


Dr Gilnei Fróes  (Escritor técnico-científico, Ecólogo, Médico-veterinário, projetista ambiental.)    Em 1990 – Premio de Jornalismo da Brigada Militar do Estado do RGS (com artigo: "TAIM: paralelo 33° ...ameaçado"  (Diário da Manhã – Pelotas / RS). Indicação ao "The Rolex Awards 1990 (Genebra); e ao "The Global 500 Awards" (ONU / Kenya) Autor de livros: como "Dossiê da Amazônia".  1° Premio do "I Latino Ambiental Awards". Presidente do "Instituto Bering Fróes Eco Global" . 

ENQUETE
A Amazônia corre risco de extinção?
Sim
Não
Pouco
Nunca acabará
WEB RÁDIOS
ECO GALERIAS
Ponte Molhada - Cascavel
Cascavel - por Sergio Sanderson
ARQUIVO SOS
NASA earth observatory
ÁREA RESTRITA

Informe a senha para acesso

ENTRAR

 
1308157 visitas.

R.Amazonas, 477 A

Cascavel | São Cristóvão

gilnei@ibfecoglobal.org

+55 45 3227 7750

<a href="http://www.pevermelho.art.br">Pé Vermelho Comunicação</a> PeVermelho.art.br Waldemar Lutinski Rafael Lutinski Luis Carlos de Brito desenvolvido por Pé Vermelho Comunicação